Sobre os fãs dos Jeans e Bolsonaros. Ou, o bom senso de férias.

Numa sociedade equilibrada, os moderados se aproximam, negociam, se comprometem, geram um mínimo consenso para o bem comum. O nome disso é política. Numa sociedade doente como a nossa, os moderados se afastam, e se aproximam dos radicais. Aquilo que eles abominam nos radicais passa a ser um ‘mal menor’ em função de um suposto ‘inimigo comum’ (o outro polo do espectro político), a fim de obter um suposto ‘bem maior’. Ou ainda, em outras palavras, “os fins justificam os meios”, a filosofia mais doentia que neste momento qualquer um poderia escolher adotar. 

Os moderados de direita que se afastam do centro sabem muito bem onde estão se metendo… Foi assim no período pós-64 também. Enquanto democratas moderados de esquerda brigavam com comunistas e democratas moderados de direita fingiam não saber de nada, os radicais de direita junto aos militares faziam a festa, com cada vez mais requintes de crueldade, exercitando também seu sadismo institucional.

Hoje a festa é dos saqueadores da república. Quem faz vistas grossas são os moderados da esquerda. E os moderados da direita se aproximam dos radicais militaristas higienistas fascistas.

Tristes tempos em que o bom senso tirou férias prolongadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s